NEFRECTOMIA RADICAL

Cirurgias Laparoscópicas

O rim pode ser acometido por um tumor de natureza maligna e a remoção cirúrgica do órgão tem sido recomendada como a principal forma de tratamento curativo. Classicamente esta cirurgia é realizada por via aberta, com grandes incisões, retirando-se, além do órgão principal, todo o envoltório e tecidos adjacentes, ou seja, a remoção em bloco, o que se pode entender como uma cirurgia radical.

No entanto, nos centros onde a técnica minimamente invasiva apresenta-se bem desenvolvida, este procedimento pode ser realizado com toda a radicalidade recomendada, mas sem os inconvenientes de uma extensa cicatriz de incisão cirúrgica, com pós-operatório bem menos doloroso e recuperação muito mais precoce.

Em situações não raras, em razão de a doença neoplásica ser detectada cada vez mais precocemente, principalmente nos dias atuais, por conta do uso de exames de imagens de alta resolução como método diagnóstico, os pacientes têm ainda a chance de obter o tratamento de uma forma mais conservadora, ou seja, poupadora da extirpação completa de todo o rim. Neste caso, a utilização da cirurgia laparoscópica também se faz possível, trazendo beneficio inequívoco aos pacientes.

Fotos

feito com
icone criação de sites